7 comentários:

Excelente introdução histórica! És impecável nestas coisas! :)
E os pães, muito interessantes de se ver!

Beijinho*
Vânia Costa a 9 de Janeiro de 2011 às 20:29
Excelente post! Depois de o ler e aprender um pouco mais sobre o pão fiquei inspirada a fazer um pão com tâmaras. Hummm deve ser tão bom :)
Moira a 9 de Janeiro de 2011 às 21:44
Muito interessante este post com o qual aprendi.
Passei e gostei.
Boa semana.
sweet-moments a 24 de Janeiro de 2011 às 20:53
Finalmente, alguém além de mim que gosta da arte da cozinha e também aprecia a sua história!
Estou adicionando você à minha listagem de favoritos!
Parabéns pelo trabalho!

Até logo!
Ana Paula Vono a 26 de Janeiro de 2011 às 02:05
Menina
Por onde andas?...Não tens aparecido mais por aqui, ou sou eu que estou linkando errado?
Procurei o home, mas me parece que parastes aqui mesmo!...Escreves muito bem e coisas por demais interessantes, não podes ficar tanto tempo sem escrever!
Um Abraço
Bete
Bete do Intercambiando a 3 de Março de 2011 às 23:49
Como estudante de História e amante de cozinha depois de ver este post só posso seguir o seu blog. Não há outra hipótese.
Permita-me, ainda, sugerir o livro "As Egípcias" do fantástico Egiptólogo, Christian Jacq. É brilhante e encaixa-se perfeitamente na temática.
Picarota a 28 de Março de 2011 às 02:19
Ao humedecer a atmosfera, o vapor retardava a formação da crosta, permitindo que o pão dilatasse ao máximo. Por fim, à medida que o pão cozia e o ar dentro do forno ia perdendo a humidade, formava-se uma crosta dourada e crocante, ao mesmo tempo que se completava o cozimento interno.
xlpharmacy a 8 de Setembro de 2011 às 17:04