4 comentários:

Eu também me considero uma "amante" do pão!

Também me gosto muito de ir para a cozinha e começar a amassar, aquele cheiro da mistura da farinha com a agua e fermento, são sem duvida uma terapia para mim, liberto todo o stress e tensões acumuladas. Gostaria de poder variar muito mais no tipo de pão que faço, mas um dos meus grandes problemas é conseguir os vários tipos de farinha .
Ver, todas estas fotos destes MARAVILHOSOS E APETITOSOS pães deixam me completamente estonteada. Mas onde é que se consegue arranjar todos estes tipos de farinha?
Tem conhecimento de algum fornecedor?
Cumprimentos
Isabel
Isabel a 30 de Janeiro de 2012 às 14:31
Isabel, compro todas as farinhas em supermercados ou então nas lojas Celeiro.
Graellsia a 31 de Janeiro de 2012 às 23:55
Olá!
Gostava de fazer pão em casa e já pesquisei bastante para fazê-lo. No entanto persistem algumas duvidas:
-Que tipo de levedura utilizar? Se devo utilizar fermento em pó ou preparar um isco ou massa velha?
-Como devo conservar o isco ou a massa velha?
-Se é possível cozer o pão numa patusca? Uma vez que tenho o forno estragado.

Se me pudesse ajudar agradecia-lhe muito.

Cumprimentos
Margarida a 1 de Maio de 2012 às 10:22
Margarida,

Em relação à levedura, pode utilizar levedura fresca prensada ou levedura seca (que é diferente de fermento em pó).
A levedura fresca deve ser usada numa proporção de 2% a 3% por quilo de farinha, ou seja, num 1kg de farinha usar 20 a 30g de levedura.
Se optar pela levedura seca, atenção porque esta tem um poder de fermentação três vezes superior, logo, a percentagem deve ser reduzida.
Este é um método directo, que apesar de nos poupar tempo, não dá «tempo» à massa para desenvolver toda a sua qualidade de sabores e textura.
Para isso, recorremos a algumas técnicas de fermentação longa, como por exemplo, reduzir na levedura fresca para 0,5 a 1% e adicionar massa-mãe. Não convém usar mais de 250g desta massa por kg de farinha.
A massa-mãe ou massa fermentada é obtida a partir de uma massa preparada anteriormente. É importante que tenha fermentado pelo menos 4 horas em temperatura ambiente ou que tenha fermentado de 18 a 24 horas no frio.
Penso que não há qualquer problema em cozer o pão na patusca. Eu nunca o cozi, mas lembro-me da minha avó o fazer e corria sempre bem.
Espero ter conseguido responder às suas dúvidas, Margarida.
Beijinhos

Tânia Raquel Ferreira
Graellsia a 1 de Maio de 2012 às 18:04